. Uma pergunta pra você, profissional do Itaci – Doutores da Alegria

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Uma pergunta pra você, profissional do Itaci

24 de outubro de 2013
Tempo de leitura: 1 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 4
Compartilhar 0

Pois é, sabemos que infelizmente o fato faz parte do cotidiano do hospital, e consequentemente do cotidiano dos Doutores da Alegria, mas mesmo assim não conseguimos esconder nosso assombro a cada vez que nos anunciam que um jovem paciente está em estado terminal. 

A dupla Charlito e Zequim Bonito começou sua jornada no Instituto de Tratamento do Câncer Infantil em agosto e, em setembro, recebeu o primeiro anúncio desse tipo. Face a ele, fazemos o que podemos: juntamos nosso preparo emocional à nossa habilidade profissional para encarar a falência de um corpo que, em princípio, não mereceria perecer tão cedo. 

Acontece que somos de carne e osso e, por mais preparados que estamos, a morte de uma criança acaba nos atingindo de uma maneira ou de outra. Até mesmo quando a razão nos diz que ela está dentro das estatísticas, ou quando a consciência profissional tenta nos amenizar com um resignado “faz parte da vida”, a criança que morre nos escancara o quão breve a potência da vida, injustamente, pode durar. E isso pode causar revolta, pena, resignação, mas – esperamos – nunca indiferença. 

Vale lembrar que nem sempre somos atingidos no momento exato do anúncio, no corredor do hospital. Às vezes a ficha desmorona horas ou dias mais tarde quando, insuspeitadamente, ela penetra por uma das brechas de nossa aparente fortaleza. Outras vezes somos atingidos indiretamente, a ponto de acreditarmos que não fomos atingidos… Até que, do nada, uma melancolia (ou tristeza, ou desesperança…) sem razão aparente toma conta de nós. E então, novamente, recorremos à nossa razão, ao nosso profissionalismo – ou a algum tipo de crença religiosa ou não – a fim de encontrar novos argumentos que expliquem, ou ao menos desviem momentaneamente de nosso caminho, os mistérios e angústias da morte. 

E agora nossa pergunta a você, profissional do Itaci, que está nos lendo: Como você lida com essa questão?

Dr. Zequim Bonito (Nereu Afonso)
Dr. Charlito (Ronaldo Aguiar)
Instituto de Tratamento do Câncer Infantil – São Paulo
Setembro de 2013 



Categorias


Lá do arquivo

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

câncer, cotidiano, profissionalismo, reflexão

4
Deixe um comentário

avatar
4 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
4 Autores de comentários
IrisAnonimoSilmaraPriscila Autores recentes de comentários
  Receber notificação  
Mais recentes Mais antigos Mais votados
Notificação de
Priscila
Visitante
Priscila
Visitante

Boa tarde! Engraçada à vida, pq lidar com a morte é natural, porém quando é com uma criança parece estranho! Eu penso que missão tão curta é essa? Quantos sonhos inacabados! E então me parece mais forte que esse mundo é apenas uma linda e breve passagem, onde a gente troca energias, amor, e alegrias! E que cada segundo de nossas vidas vala muito a pena! A gente não entende muito bem, mas um cara que eu amo muito ( pai) uma vez me disse: ninguém fica pra raiz! Novas vidas naacem à todo momento! Eu não trabalho no Itaci,… Leia mais »

Silmara
Visitante
Silmara
Visitante

Olha, em princípio é desconcertante, fica aquela angustia, aquele monte de questionamentos sobre a vida, sobre o q realmente importa. Aos poucos tudo vai se acomodando e qd puxamos na memória até parece q a pessoa nos deu algumas pistas de q a passagem seria breve! E eu acredito q para cada jovem e criança q se vai tão precocemente Deus prepara pais especiais para recebê-los e dar todo o suporte para essa curta estadia!!

Anonimo
Visitante
Anonimo
Visitante

Primeiramente, peço desculpa por deixar um comentário nao sendo profissional no Itaci… mas não pude deixar de ler e admiro mto o trabalho dos Doutores da Alegria, sinceramente não sei como vcs conseguem lidar e sei que a pergunta eh exatamente isso, mas quero dizer que VC que hoje tira um tempo seu pra ajudar alguém que não esta bem, VC tem um dom de Deus, nao eh uma tarefa fácil mostrar pra alguem que vc pode sugar td de bom da vida msm sabendo que tem pouco tempo dela… mas quero lembrar que vcs sabem (mas do que qualquer… Leia mais »

Iris
Visitante
Visitante

Olá, trabalho no Itaci, com estas crianças tão especiais e encantadoras que vocês tiveram a oportunidade de conhecer, estou no convívio diário com a vida, saúde, esperança, desesperança, dor, partidas a quase 6 anos… Foram tantas chegadas e partidas ao longo destes anos…. a cada chegada toda a disposição, corrida contra o tempo e esperança para que tudo de certo, a cada partida a sensação de que nadamos nadamos e não conseguimos chegar a praia….. toda a dor de não ter mais o convívio com a criança e a família. Particularmente eu faço assim: é como se a criança e… Leia mais »

Existem 4 Comentários.