. Programação de setembro nos hospitais do Rio de Janeiro – Doutores da Alegria

Para melhor visualização do site, utilizar navegador Google Chrome.

Blog

Programação de setembro nos hospitais do Rio de Janeiro

8 de setembro de 2014
Tempo de leitura: 2 minutos

Doutores da Alegria

Comentario 0
Compartilhar 0

plateias hospitalaresO projeto Plateias Hospitalares traz em setembro sete apresentações gratuitas, abertas a todas as comunidades locais, em hospitais da rede pública do Estado de Rio de Janeiro: Adão Pereira Lima, Alberto Torres, Azevedo Lima, Eduardo Rabello, Rocha Faria, Santa Maria e Tavares Macedo.

Doutores da Alegria selecionou, no início do ano, dezenove companhias artísticas via edital de seleção, que recebeu mais de 50 inscrições de grupos que atuam no Estado do Rio de Janeiro.

Desde 2009 em atividade, a proposta do projeto é enxergar o hospital como um espaço que também pode ser habitado pela arte em suas mais diversas formas, como teatro, circo, poesia, música, etc. 

Conheça a programação deste mês, que tem início no dia 9 de setembro: 
x

9 de setembro às 14h
Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (emergência) – Duque de Caxias
Caixeiros Viajantes: Vicente, o Fotógrafo
Susanita Freire 
Vicente entra em cena e observa atentamente o único espectador que aparece na janela redonda de seu estúdio. Olha novamente e se volta para sua câmera de lambe lambe, com quem dialoga através do gestual. Pede para câmera tirar uma foto e ela se recusa veementemente, até que aceita e aparece o tradicional passarinho: olha o passarinho!
Texto e Direção: Susanita Freire
Manipulação de bonecos: Carolina Ferreira

10 de setembro às 14h
Hospital Estadual Azevedo Lima (emergência) – Niterói
Bando de Palhaços
Reunião de palhaços cariocas com experiência no ambiente hospitalar e que atuam no Plateias Hospitalares desde 2010. O formato de intervenção é composto de cortejos musicais nas enfermarias e áreas administrativas dos hospitais e apresentações de espetáculo com esquetes de palhaçaria. 
Elenco: Ana Sauwen, Ana Terra, Camila Nhary, Filipe Codeço, Mariana Fausto, Matheus Lima, Pablo Aguilar e Tiago Quites.

11 de setembro às 14h
Hospital Estadual Alberto Torres (emergência) – São Gonçalo
Bando de Palhaços
Reunião de palhaços cariocas com experiência no ambiente hospitalar e que atuam no Plateias Hospitalares desde 2010. O formato de intervenção é composto de cortejos musicais nas enfermarias e áreas administrativas dos hospitais e apresentações de espetáculo com esquetes de palhaçaria. 
Elenco: Ana Sauwen, Ana Terra, Camila Nhary, Filipe Codeço, Mariana Fausto, Matheus Lima, Pablo Aguilar e Tiago Quites.

16 de setembro às 14h
Hospital Estadual Tavares Macedo (hanseníase) – Itaboraí
Circo a céu aberto
Fabiano José de Freitas
Espetáculo circense solo que reúne esquetes cômicas, originais e clássicas, tornando o espetáculo repleto de encontros, aplausos e muitos risos.
Texto e Direção: Fabiano Freitas
Elenco: Fabiano Freitas
Músico: Martin Lima

17 de setembro às 14h
Hospital Estadual Eduardo Rabello (geriatria) – Campo Grande
Bando de Palhaços
Reunião de palhaços cariocas com experiência no ambiente hospitalar e que atuam no Plateias Hospitalares desde 2010. O formato de intervenção é composto de cortejos musicais nas enfermarias e áreas administrativas dos hospitais e apresentações de espetáculo com esquetes de palhaçaria. 
Elenco: Ana Sauwen, Ana Terra, Camila Nhary, Filipe Codeço, Mariana Fausto, Matheus Lima, Pablo Aguilar e Tiago Quites.

18 de setembro às 14h
Hospital Estadual Santa Maria (tuberculose) – Jacarepaguá
No Pocket – Um Espetáculo Para Todos os Bolsos
Coletivo Nopok
Espetáculo de circo, que utiliza as “charlas” clássicas, a música, a dança e a comédia física na criação de “gags” e cenas cômicas. O espetáculo é uma sucessão de números que exploram o virtuosismo técnico acompanhado por música ao vivo. O fio condutor da dramaturgia é a relação direta dos artistas com o público, sendo este um importante elemento no jogo estabelecido.
Direção: Sergio Machado
Texto: Daniel Poittevin e Fernando Nicolini
Elenco: Daniel Poittevin e Fernando Nicolini

23 de setembro às 14h
Hospital Estadual Rocha Faria (emergência) – Campo Grande
Palavra Projétil
Le Fucoh
O espetáculo se desenvolve num formato de concerto, combinando elementos da música, das artes visuais e da poesia. Utiliza-se de ambientes musicais com influências do jazz e do rap. Durante o espetáculo pessoas da plateia são convidadas a interagir com o coletivo improvisando textos e poemas sobre as bases.
Texto e Direção: Paulo Emílio Azevedo
Músicos e poetas: Alex Silva, Clayton Neves, Savio Gomes, Renato Negrão e Paulo E. Azevedo



Categorias


Lá do arquivo

Você também pode gostar

Doutores da Alegria


Postado em:

Tags

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificação  
Notificação de
Existe 0 Comentário.